Análise do Salmo 4: Deus defende o pobre

¹Do mestre do canto. Com instrumentos de corda. Salmo. De Davi

²Quando te invoco, responde-me, ó Deus, meu defensor! Na angústia tu me aliviaste: tem piedade de mim, ouve a minha prece!

³Ó homens, até quando vocês ultrajarão minha honra, amando o nada e buscando a ilusão?

⁴Saibam que Deus já fez maravilhas por seu fiel: Deus houve quando eu o invoco.

⁵Tremam e não pequem.
Reflitam no silêncio do leito.

⁶Oferecam sacrifícios justos e tenham confiança em Deus.

⁷Muitos dizem: “Quem nos fará ver a felicidade?”
Javé, levanta sobre nós a luz da tua face!

⁸Puseste em meu coração mais alegria
do que quando transbordaram o trigo e o vinho deles.

⁹Em paz me deito e logo adormeço, porque só tu, Deus, me fazes viver tranquilo.

Análise

A. Davi fala com Deus e com o homem

1. (1) Davi fala com Deus.

Quando te invoco, responde-me, ó Deus, meu defensor! Na angústia tu me aliviaste: tem piedade de mim, ouve a minha prece!

  • Quando eu te invoco, responde-me: Há um ardor no grito de Davi. Ele não está meramente lançando palavras em direção ao paraíso. Ele precisa da atenção de Deus para o problema que ele enfrenta agora.
    • Frequentemente falta poder da nossa prece porque não a realizamos com ardor. Isso não é para convencer Deus por meio de um jogo de emoções, mas Deus quer que nós tenhamos zelo por coisas que Ele também tem um profundo zelo. O profeta Isaías falou com tristeza sobre a falta disso em Israel: Ninguém invocava o Teu nome, nem se esforçava para apoiar-se em ti (Is 64:6). Este é um bom exemplo de Davi agindo, com ardor, para se apossar da presença de Deus.
  • Ó Deus, meu defensor: Davi sabia que a sua justiça vinha de Deus, e não dele mesmo. Ele clama por Deus, o qual é o único que pode trazer-lhe a justiça.
  • Na angústia tu me aliviaste… tem piedade de mim: De maneira familiar, Davi usa uma benção recebida no passado como uma justificativa para uma ajuda futura. Algo como “Deus, eu sei que o Senhor não me concedeu tantas bençãos até hoje só para me abandonar agora, então tem piedade de mim.

2. Davi fala com o homem

Ó homens, até quando vocês ultrajarão minha honra, amando o nada e buscando a ilusão?
Saibam que Deus já fez maravilhas por seu fiel: Deus houve quando eu o invoco.

  • Até quando? Davi faz um quetionamento válido. Até quando os ímpios serão bem sucedidos em suas ações? Eles não podem se manter assim para sempre, então é melhor eles abandonarem seus desvios agora e serem abençoados.
    • Se nós nos encontrarmos em um caminho comprometedor, é válido perguntar Até quando? Se eu extender esse curso de ação até a sua conclusão lógica e inevitável, aonde eu estarei? Sabendo disso, até quando eu voou continuar brincando com esse pecado?”
  • Até quando vocês ultrajarão minha honra? Muitos tentam conectar o salmo 3 com o Salmo 4, pensando que este também se referiu a rebelião de Absalão. Isso é provavelmente incorreto porque o foco deste salmo não é a segurança física de Davi, mas a sua reputação. Homens perversos caluniaram Davi.
    • “Neste salmo o problema é a malícia perversa e as mentiras. É a reputação do salmista que está sendo atacada ao invés de sua pessoa.” (Boice)
    • ultrajarão minha honra: Jesus também passou por isso. Homens perversos tentaram transformar em vergonha cada uma das realizações gloriosas de Jesus.
  • Deus houve quando eu o invoco: Os ímpios e os justos vêem uma pequena luz no final do túnel, mas a luz dos ímpios é um trem vindo em sua direção. É por isso que Davi sabe que Deus vai ouví-lo quando ele chamar.
    • Todo Cristão deveria ter a mesma certeza. Eles devem estar confiantes de que Deus irá ouvir suas preces. Quando as preces parecem não surtir efeito, é válido fazer um inventário espiritual para se há alguma razão pela qual as preces não são repsondidas. A Bíblia nos diz que pode haver várias razões do por que uma prece não é atendida:
      • Não permanecer em Jesus (Jo 15:7)
      • Falta de fé (Mt 17:20-21)
      • Não jejuar (Mt 17:21)
      • Uma relaçção ruim com seu cônjuje (1 Pe 3:7)
      • Pecados não confessados (Tg 5:16)
      • Mentiras e enganos (Sl 17:1)
      • Falta de leitura e ensino da Bíblia (Pv 28:9)
      • Confiança demasiada no tamanho ou na forma da prece (Mt 6:7)

B. Davi fala com ele mesmo

1. (4-5) Davi se acalma diante de Deus

Saibam que Deus já fez maravilhas por seu fiel: Deus houve quando eu o invoco.
Tremam e não pequem.
Reflitam no silêncio do leito.
Oferecam sacrifícios justos e tenham confiança em Deus.

  • Tremam e não pequem: Com os ímpios ao seu redor, Davia tinha uma razão para se angustiar, todavia ele não tinha nenhuma razão para pecar. Ele se lembrava a si mesmo para não pecar diante de sua angústia, e buscar consolo na meditação em Deus.
  • Meditar dentro do seu coração: Davi fala da prática Cristã da meditação, e não da prática oriental da. Na meditação Cristã nós preenchemos nosso coração e nossa mente com a palavra de Deus. Na meditação oriental a ideia é esvaziar seu coração e sua mente, abrindo caminho para espíritos enganadores.
  • Oferecam sacrifícios justos e tenham confiança em Deus: Davi sabia o valor que tinha o cumprimento da religião (oferecer sacrifícios), mas ainda sim sabia que isso por si só não substituiria a confiança em Deus. Quando o cumprimento da religião é acompanhado com verdadeira confiança em Deus, nós nos aproximamos de Deus e colhemos os benefícios dessa aproximação.

2. (6-8) Davi recebe a benção de Deus

Muitos dizem: “Quem nos fará ver a felicidade?”
Deus, levanta sobre nós a luz da tua face!
Puseste em meu coração mais alegria do que quando transbordaram o trigo e o vinho deles.
Em paz me deito e logo adormeço, porque só tu, Deus, me fazes viver tranquilo.

  • Quem nos fará ver a felicidade? A voz cínica dos ímpios ecoa no ouvido de Davi. Depois de sucessivas decepções vindas do homem, alguém começa a duvidar se Deus nos fará ver a felicidade.
  • Deus, levanta sobre nós a luz da tua face: independentemente do que dizem ou pensam os cínicos, Davi acredita que Deus irá mostrar-lhe o caminho da felicidade.
    • Davi reinvidica sua prece em cima da promessa de bensão de Aarão em Números 6:24-26
      O Senhor te abençoe e te guarde;
      O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;
      O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.

  • Puseste alegria no meu coração: Quando sabemos que a face de Deus brilha favoravelmente para nós, sentimos alegria em nosso coração. Embora Davi estivesse angustiado e aborrecido pelos ímpios em sua volta, ele ainda conseguia ter alegria no seu coração, porque Deus a colocou lá.

Padrão